Dia das partidas

Foi assim anunciado cá em casa, 1 de Abril – dia das partidas.

Mãe, acorda! Tocaram à campainha.

Mãe, tens um caranguejo na cabeça.

Avó, tens os óculos ao contrário.

Avô, não tens cabelo.

Mãe, está a chover.

Mãe, tenho uma mosca no prato.

Mãe, estou mal disposta.

Mãe, tive um sonho mau (nem estava a dormir sequer…)

E por aí fora! Já não me lembro de 1/3 das petas. A meio do dia já devia estar à espera da próxima. Mas como a piolha até é bem educadinha, não estava preparada para uma maratona destas. Acho que ela esteve a preparar-se para esta façanha há mais de meio ano!! Com sorte, o que já sabe escrever, foi pelo treino das tangas que iria pregar neste dia. Deve estar tudo escrito num caderninho…
O que me vale é que tal coisa só deverá a voltar a acontecer daqui por um ano. Até lá, vou preparar-me…

Partilha!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *